Festa da Ressaca no pé da serra do Jabtacá: Tradição e sucesso...PARTE 1


No momento em que artistas tradicionais do Nordeste que representam o autêntico forró pé de serra (como Alcymar Monteiro e Elba Ramalho) fazem movimentos de defesa do forró no São João com frases do tipo “Devolvam o nosso São João”, “São João é do Nordeste”e “São João só é grande quando tem forró”, que buscam a preservação da cultura do São João, da música e da culinária da época, a festa do pé da serra do Jabitacá mantém a tradição da preservação do autêntico forró pé de serra.




Enquanto os grandes centros festivos da nossa região como Campina Grande e Monteiro/PB, Caruaru e Arcoverde/PE, abrem espaço para sertanejos, bregas e outros estilos musicais que não tem nada haver com as festas juninas, no pé de serra há 77 anos se preserva o mais autêntico forró, que é único, criado por um gênio, Luiz


Gonzaga, e que merece todo nosso respeito como cidadãos e, principalmente, no sentido musical, é o pé da serra do Jabitacá e o celeiro do mais autêntico forró do Nordeste.


“No meu roçado trabalhava todo dia Mas no meu rancho tinha tudo o que queria Lá se dançava quase toda quinta-feira Sanfona não faltava e tome xóte a noite inteira O xóte é bom De se dançar A gente gruda na cabôcla sem soltar Um passo lá Um outro cá Enquanto o fole tá tocando, tá gemendo, tá chorando, Tá fungando, reclamando sem parar. (Luiz Gonzaga)”


A festa no pé da serra do Jabitaca é considerado o maior forró de pé de serra do Nordeste brasileiro, com 76 anos de tradição. A família Lúcio, vem de geração em geração organizando esse evento, desde o patriarca José Lúcio e seu irmão Antônio Lúcio, passando por Gonzaga, Geraldo Lúcio, Sebastião Lúcio e Dionísio Lúcio,este último criou uma inovação há 27 anos, prolongando e incrementando os festejos juninos com a festa da Ressaca, que se realiza no final de semana após o São Pedro.


Hoje, os filhos de Dionísio e Sebastião Lúcio preservam esta tradição, investindo na infraestrutura do clube e trazendo referências de nossa cultura popular como: Maciel Melo, Nordestinos do Forró, César Amaral, Banda Hawaí, Adriano Silva (Três do Nordeste), Daniel Medeiros e Heures Tavares, Forró Gente Boa, Dejinha de Monteiro, Chiquinho de Belém, dentre outros.


Este ano, mais uma vez, a festa da Ressaca superou todas as expectativas, onde um grande público acompanhou o melhor do mais autêntico forró com Adriano Silva e Nordestinos do Forró. Na contramão das práticas realizadas nos grandes centros de festas juninas na região, o pé da serra do Jabitacá preserva e não abre mão do autêntico forró pé de serra, da cultura e identidade das festas juninas no Nordeste. Como diz um trecho da música da Banda Hawaí:


“... No pé da serra do Jabitacá

São João e São Pedro é de admirar
Tem a ressaca que é de tradição
E o povo do pé da serra é uma só animação...”


Tecnologia do Blogger.