VEREADOR FAZ DURAS CRÍTICAS AO PREFEITO E AO PROCESSO DE ESCOLHA DE GESTOR DE ESCOLA INTEGRAL EM SERTÂNIA (COM VÍDEO


O vereador Orestes na última reunião do dia 20 de junho na Câmara de Vereadores subiu o tom do seu discurso e criticou duramente o chefe do poder municipal e o processo de escolha do gestor da Escola de Referência em Ensino Médio Olavo Bilac. Também criticou a licitação para contratação de empresa que fornecerá refeições prontas para cerimoniais que deverá chegar ao valor de quase meio milhão de reais.
 O vereador falou sobre a questão do carro que Câmara locou e que segundo ele estão vagas as informações e a questão do valor. O parlamentar denunciou em sessão anterior que a presidência do legislativo municipal havia locado um carro no valor de 6 mil reais.
Logo em seguida o vereador criticou o processo de escolha da Escola de referência em ensino Médio Olavo Bilac, o qual segundo ele ficou muito mal explicado. “E aí eu ficou aqui me perguntado como é, não tenho nada contra a pessoa do gestor escolhido, que pessoas que fizeram esse processo seletivo, pessoas que têm especialização  em educação, pessoas que têm mestrado em educação, pessoas que têm experiência de gestão, tanto de diretora de escola quanto de gestora a frente da secretaria de educação do município perde um processo seletivo como esse? É essa a pergunta, não que eu faça, é  a pergunta que a sociedade sertaniense faz. Os alunos fazem, os professores fazem , os pais de alunos fazem, enfim a sociedade sertaniense”, disse o vereador.  
O vereador ainda criticou que no processo de escolha faltou transparência e democracia e afirmou que tinha convicção de que o que funcionou mesmo foi o famoso QI. “O QI não é coeficiente de inteligência não, mas quem indica. Infelizmente estamos diante de uma aberração  jamais vista na escola Olavo Bilac. Como aluno estou entristecido e envergonhado porque vive o final dos áureos tempos da Escola Olavo Bilac, onde tive o privilegio de sair de Sertânia sem nunca ter estudado em escola particular e ser aprovado em curso de medicina. Fruto da Escola Olavo Bilac e de seus professores”, disse o vereador.
“Essa é a situação em que vivemos hoje em pleno século XXI, onde as coisas funcionam aos moldes dos coronéis que mandaram neste país ao longo do tempo. Tivemos evolução cronológica ao longo do tempo, mas evolução de ação, de prática, permanece a mesma prática dos mais atrasados coronéis que já habitaram essa região”, discurso Orestes.
O vereador continuou no seu discurso tecendo diversas críticas direcionadas ao prefeito Ângelo Ferreira, repercutindo inclusive a matéria publicada aqui no site Tribuna do Moxotó sobre a licitação para a contratação de empresa para fornecer refeições prontas e que pode chegar ao valor de quase meio milhão de reais.
Orestes mostra no seu discurso as contradições dos discursos feitas quando se era oposição e agora quando se está no governo. Cobrou do prefeito o imediato funcionamento do matadouro e do raio X. Pois antes, até o ano passado, se criticava dando o governo anterior. E agora??   
Assista ao vídeo do discurso do vereador que está logo abaixo: 

Tecnologia do Blogger.