SERTÂNIA: Justiça Paraibana concede liberdade a investigado da operação clone III


A Polícia Civil do Estado da Paraíba desencadeou no final do mês de maio de 2017, a operação clone III, a Justiça  expediu mandados de prisões temporárias  com finalidades de investigar alguns pessoas que negociavam veículos automotores no Estado da Paraíba e Pernambuco. O advogado Moisés Duarte Chaves Almeida, saiu em defesa de seu constituinte João Batista Ferreira Júnior, ressaltando que seu cliente em nenhum momento se envolveu em qualquer negócio ilícito, inclusive deixado seus sigilos bancários, fiscais e telefônicos a disposição da Justiça. O advogado criticou a prisão cautelar em desfavor de João Batista Ferreira Júnior e afirma que confia na sua absolvição. 

Eu, João Batista Ferreira Júnior venho agradecer a Deus, a minha família, amigos e conterrâneos que sempre acreditaram na minha conduta e que me viram crescer acompanhando toda minha criação voltada na ética,  decência e respeito para com o próximo.

Sobre o episódio que fui envolvido tudo está sendo esclarecido e estou eu a disposição e confiando em Deus e na  Justiça com a consciência que não cometi qualquer deslize e tenho vida limpa e transparente.

João Batista Ferreira Júnior
Tecnologia do Blogger.