São João: Empresários não tem muito o que comemorar em Arcoverde


   Passado o auge de maior fluxo de turistas, esse ano bem menor, vários setores do comércio e serviços avaliam que o São João deste ano foi negativo para os negócios. Em alguns segmentos, principalmente de vestuário (sapatarias, confecções) e gastronomia as vendas ficaram bem abaixo de outros anos.

Para alguns lojistas, a crise econômica fez o dinheiro sumir além da grade de atrações divulgadas tardiamente e abaixo do esperado, contribuíram para a queda das vendas.

Já no setor de serviços, o segmento de restaurantes viu o movimento também ficar bem abaixo do esperado. Em locais tradicionais, como o Guaiamum Matuto, Ladeira, Tom Chopin e outros, o movimento não foi dos melhores. Já entre os barraqueiros instalados na área da Praça do Senadinho, no foco da festa junina, a reclamação também era a mesma de vendas fracas.

Em entrevista a TV LW, o empresário proprietário do restaurante Crustáceos disse que a prefeitura deveria dar um maior apoio ao setor como dá a Bodega da Poesia aonde funciona um dos pólos juninos. Apesar de elogiar a programação, ele cobrou uma descentralização dos eventos por parte da prefeitura e não focar apenas na Bodega, pois, assim como os demais, ele gera o emprego e precisaria de mais apoio. Finaliza dizendo que esse ano foi bom, mas poderia ser melhor. 

afolhadascidades.com

Tecnologia do Blogger.