Petting: a técnica sexual para ter orgasmos sem penetração


Esta experiência se trata de um jogo no qual é proibida a penetração. Ao deixa-la de lado, surgem novas possibilidades eróticas: você e o gato vão descobrir maneiras de se excitarem que não conheciam. Então, mãos à obra!

Como fazer

Não se trata de uma corrida: relaxe e sinta como o contato dos corpos alarma seus sentidos.
Tome consciência de sua energia erótica: visualize como o calor sobe desde a zona V, passando por sua coluna vertebral, até chegar à sua cabeça e dar a volta por seu rosto, garganta e seios para voltar para a sua vagina e subir de novo, como um circuito cada vez mais intenso.
Experimente um movimento novo: percorra o corpo do gato com sua respiração, depois o toque com os lábios secos e, por último, com beijos molhados. Demore nas orelhas, no colo, na coluna e nas laterais do tronco, da axila até a cintura. Logo, será a vez do seu parceiro te enlouquecer com seus lábios.

Alta voltagem

petting desperta o desejo erótico de maneiras nada convencionais. E a novidade torna todo o resultado mais excitante. Neste contexto, não tenha medo. “A proposta é jogar. Cada um na sua vez, os dois podem falar aquilo que curtem”, propõe Beatriz. Concentre-se em zonas do corpo que nunca deu atenção. Beije, acaricie ou massageie os calcanhares, antebraços, juntas dos dedos ou a parte de trás dos joelhos.
Não tenha medo: sussurre, gema e se expresse a maneira como você está se sentindo. Isso funciona como um combustível que te deixará ainda mais em chamas e que vai resultar em algo ainda mais excitante. “O olhar também é a chave para intensificar a conexão do casal”, assegura Any.
O segredo: guie e se deixe ser guiada. Coloque a sua mão sobre a dele e mostre quais carícias que você gosta mais. Depois, peça para que ele te ensine como quer ser acariciado.
Fonte: COSMOPOLITAN ARGENTINA

Tecnologia do Blogger.