Arcoverde sob risco de surto de dengue mais uma vez


      A chegada das chuvas, seguidas de dias ensolarados, o elevado número de mosquitos, muriçocas, principalmente o Aedes aegypti, colocaram a cidade de Arcoverde, e outros 86 municípios pernambucanos, está sob risco de surto de arboviroses (dengue, chikungunya e zika). Os dados são do 3º ciclo do LIRAa (Levantamento de índice Rápido do Aedes aegypti) de 2017 divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado.

Segundo o levantamento, Arcoverde está com um Índice de Infestação Predial (IIP) acima de 3,9. Além dela, também estão na mesma situação as cidades de Inajá, Pedra, Sertânia e Tacaratu que integram a VI Geres.

O Índice de Infestação Predial (IIP) do 3º ciclo do LIRAa, mostra 139 (75,5%) municípios em situação de risco, sendo 87 (47,3%) com risco de surto e 52 (28,6%) em alerta. Ainda não informaram o resultado 26 (14,1%) municípios, entre eles Buíque, Custódia, Ibimirim e Venturosa.

No segundo levantamento deste ano, feito no início de março, eram 81 cidades em risco de surto, 72 em alerta e 30 em condição satisfatória. No ano passado, o terceiro LIRAa mostrou que 69 municípios tinham risco de surto. Noventa estavam em alerta e 24 apresentavam situação satisfatória.

A gerente do Programa de Controle das Arboviroses da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Claudenice Pontes, disse que é preciso redobrar os cuidados para evitar o surgimento de novos focos de mosquito. A gestora justifica a preocupação ao afirma

afolhadascidades
Tecnologia do Blogger.