São José de Piranhas precisa cuidar do saneamento para receber águas do São Francisco


O esgotamento sanitário e o tratamento adequado dos resíduos sólidos são essenciais para que o município de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, possa receber as águas do Rio São Francisco quando a obra da transposição for concluída. Faltam apenas dois lotes para que a obra seja terminada no Eixo Norte, porém, muitos desses municípios ainda não colocaram o esgoto longe das ruas, rios e açudes. Também não providenciaram o aterro sanitário.
A reportagem do site Radar Sertanejo tomou conhecimento que quatro municípios vizinhos pretendem formar um consórcio para o devido cuidado com os resíduos sólidos, os conhecidos lixões. São Eles: Bonito de Santa Fé que já é modelo na Paraíba, Monte Horebe, Serra Grande e São José de Caiana. A cidade de Carrapateira já possui o seu aterro sanitário.
O Açude de Engenheiro Ávidos, por exemplo, recebe os dejetos de São José de Piranhas onde ainda não foi feito aterro sanitário e nem concluída a obra do esgotamento. Conforme o Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco já alertou, o município que não cumprir com esses requisitos poderá impossibilitar ou retardar a tão sonhada chegada das águas do Velho Chico, que no Eixo Norte está prevista para chegar no final de 2017.
Por Dida Gonçalves
Tecnologia do Blogger.